Dá pra falar de amor sem ser clichê?

Se você perguntar pra 100 pessoas o que é o amor, 90 delas citará um autor conhecido, soltará uma frase de efeito ou dirá o óbvio. Porque? Porque amor é um conceito universal, familiar e explorado em quase todas as comunicações que chegam até você.

Então será que dá pra falar de amor sem citar Drummond, Fernando Pessoa, Clarice ou Vinícius, fugir dos bordões de autoajuda que lotam as prateleiras das livrarias ou das frases prontas de facebook e instagram? Sim, é claro que dá!

Simplesmente porque somos 7 bilhões e meio de pessoas neste mundo e TODOS maravilhosamente diferentes entre si. Podemos ter semelhanças, coincidências, padrões de comportamento e espelharmos sentimentos, mas cada um de nós é singular por definição. E sentimos de uma maneira extraordinariamente NOSSA. O segredo de 1 milhão de dólares é encontrar alguém que saiba enxergar essa singularidade e contar sua história de amor de uma forma tão autêntica que nem você seria capaz de fazer.

Já contei muitas histórias verdadeiras, engraçadas, divertidas e emocionantes. Porque o amor REAL tem de tudo. Um dos melhores feedbacks que já recebi como celebrante foi de um noivo que me abraçou ao final da cerimônia emocionado e disse: “Obrigada por esse momento! Eu não sabia que a nossa história era tão maravilhosa!” Na verdade ele usou uma palavra um pouco mais forte que começa com FO e acaba com DA, mas vamos evitar os palavrões no horário comercial em respeito à mãe que você resolveu mostrar esse texto.

Quando você percebe que pode conectar-se, rir, chorar, emocionar-se, gargalhar e suspirar numa cerimônia de casamento e nem perceber o tempo passar ou – ainda melhor – lamentar quando termina de tão incrível que foi, se liga que a partir daquele momento não quer outra coisa na vida.

 

Mas não é fácil encontrar gente que tem o dom de criar momento e transformar o entorno. Então encare a missão de achar um celebrante com dedicação e seriedade. Procure bem, pesquise, assista vídeos, ouça opiniões, veja os depoimentos mas no fim…decida com seu noivo o que faz mais sentido e tem a CARA de vocês.

E por último: fuja de quem usa a palavra clichê master: “personalizado”. Um panda morre cada vez que alguém diz que “a cerimônia é personalizada” ou “o valor do investimento é..”. Porque se é pra você, é óbvio que é personalizada dado que cada pessoa é diferente da outra, certo? E investimento é jogo de marketing pra te fazer achar que não se trata de um gasto e o dinheiro não vai sair da sua conta. Pois ele vai sair sim, mas será para pagar um serviço que valerá cada centavo e te renderá umas das lembranças TOP 5 da sua vida, acredite.

Porque cada amor é ÚNICO e o óbvio também precisa ser dito. Mas quem ama o que faz (e sabe fazer), dispensa o clichê.

Maria Paula – @atelierdosim